Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

terça-feira, março 04, 2008

Ouvido de passagem

Escuto coisas terríveis por aí e fico pensando se a humanidade vale mesmo a pena...

Numa briga de bar, um rapaz ameaça um homem mais velho:
_ Você toma cuidado comigo. Eu tenho vinte anos e você é um coroa. Se eu te matar pego 10 anos de cana e ainda saio a tempo de curtir muita farra e aproveitar muito a vida!

Na sala de espera da clínica de psicologia:
_ Vê lá se eu vou me separar do meu marido por causa de uma vadia! E perder 10 anos de investimento?!

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Achei interessantes esses pontos de vista, que nunca me tinham ocorrido.
A (bio)diversidade humana é grande!
Considero esses aspectos culturais como objeto de estudo e pelo menos de registo.
Neste blog se acha material para um trabalho sobre a observação dos adultos pelas crianças, outro sobre a cultura da capital versus a do "sertão" (os caixõeszinhos por ex.) e agora mais este sobre relações de antagonismo.

3/05/2008 8:52 AM  
Blogger MegMarques said...

Anônimo,
pois eu achei estes aspectos humanos dignos de lamentação.
Lamentável um jovem achar que vale a pena matar um ser humano apenas porque a pena não é tão severa assim.
Lamentável que em todo o longo monólogo da mulher traída eu não tenha ouvido nem uma vez a palavra "amor", na sua longa lista de motivos para manter o casamento.

Enfim, a vida pode ser muito lamentável...

3/05/2008 11:52 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home