Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

sábado, dezembro 18, 2010

Vi a onça!

Último trabalho de campo do ano, no Parque Estadual do Rio Doce, maior fragmento de Mata Atlântica de Minas Gerais, importantíssima unidade de conservação da biodiversidade.

Numa trilha do entorno do Parque, salta à frente do nosso carro uma belíssima, elástica, elegante e enorme onça pintada, em plena luz do dia! Corre à nossa frente por cerca de 30 ou 40 metros antes de mergulhar na mata novamente. Ficamos eletrizados, estupefatos de emoção! Eu ainda não tinha visto onça assim, solta na natureza, e foi uma coisa incrível, linda! Tentamos seguí-la mas, claro, ela desapareceu e só conseguimos fotografar as pegadas frescas na lama.

A menos de 100 metros de onde ela sumiu no mato, tínhamos nosso ponto de coleta e devo dizer que fiquei bastante emocionada enquanto durou o trabalho, mas a emoção durante esse tempo era medo mesmo. Afinal, estávamos no meio do seu território de caça e com a bichona por perto...

Mas, no mais, quem nos devorou mesmo foram os mosquitos, nem repelente dava jeito. O capim-navalha me rasgou a pele do tornozelo de um lado a outro. Fiquei cheia de roxos e arranhões pelo corpo e dores musculares. Ou seja, tudo normal.
///---///---///---///

Nelson, nosso cachorro silencioso, está aprendendo a latir quando contrariado. Deve estar entrando na adolescência. Mau, isso.
///---///---///---///

E o boletim final da Laurinha:
Bom em Português
Bom em Ciências
Regular em Matemática.

Alívio.
///---///---///---///

Poucos planos para as festas. Na verdade, nenhum.

3 Comments:

Blogger Tina Lopes said...

Nossa, que emoção, Meg. E matemática, pffff.

12/18/2010 1:40 PM  
OpenID chaverdecomlimao said...

Minha cidade natal é a terra da onça... hehehhe... contam os mais velhos que havia uma onça por lá. Nunca vi, claro. A dita deve estar morta já... Só vi ao vivo no zoo, mesmo. Mas nada comparado a ver assim, no seu habitat! Emoção!

12/20/2010 10:57 AM  
Anonymous Daniele said...

Nossa, Meg, que privilégio! Eu imagino a emoção, porque um dia, na Serra da Canastra, cruzamos com um imenso tamanduá bandeira, lindo, caminhando calmamente por entre a vegetação. Fiquei encantada. Imagina ver um mamífero do topo da cadeia... Maravilhoso!

12/20/2010 4:46 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home