Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

quarta-feira, dezembro 19, 2007

Vida, morte e veneno

Por que eu faço o que faço?
Para não viver como Ivan Ilítch e, sobretudo, não morrer como ele.
///---///---///---///

"Meio termo nunca
Não é uma cruz a que não for pesada
Metade de um prazer não é um prazer"

Fausto Guedes Teixeira
///---///---///---///

E o veneno escorre pelos corredores.

-Conheceu a namorada do Fulano?
-Conheci.
- E aí?
-Totalmente sem sal.
-Pois é. Isso explica tudo, não?
-Claro, ninguém consegue comer insonso por muito tempo.

1 Comments:

Blogger Rubão said...

"Eu era como um pobre que mistura menos lágrimas a seu pão seco se diz a si mesmo que dali a pouco um estranho vai lhe deixar toda sua fortuna. Para tornar a realidade suportável, somos todos obrigados a alimentar algumas pequenas loucuras dentro de nós". Parece que é de Proust (bicho que nunca provei). Diante disso, a pergunta que me faço é: a verdade está mesmo sempre nos extremos? Entre Ilich e Fausto, existe algum lugar confortável?
Grande abraço, menina.
r

12/19/2007 5:40 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home