Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

segunda-feira, maio 05, 2008

Mais do mesmo...

Cinema no fim de semana

Sonho de Cassandra, do W. Allen. Não gostei, não recomendo (o bonequinho viu e bocejou o filme inteiro). Fui ao cinema esperando rir de mim mesma e da humanidade em geral, como é de uso nos filmes do diretor. Mas o neurótico trocou de vez suas engraçadas obsessões sécsuais pelo mórbido interesse pelos assassinatos. Não é uma comédia, não é policial, nem suspense. Woody Allen resolveu fazer drama, mas sem nenhum toquezinho de humor. Achei o filme previsível, chato.
///---///---///---///

Bibizinha, um espírito tão poderoso num corpinho tão frágil...
Forte crise alérgica, de novo.

Já não havia tapete nem cortina no seu quarto e os bichos de pelúcia eram limitados. Agora não há mais nenhuma pelúcia, nem livros, nem estante, nem nada que possa juntar poeira. A natação continua. O que mais falta fazer?
///---///---///---///

Sobre o Comida di Buteco deste ano: muita fritura, muito torresmo, muita gordura.
Não que eu não goste, mas queria ter outras alternativas.
///---///---///---///

Momento pieguice descontrol: o amigo mais que querido foi embora e morre de vontade de voltar. Aí chora de saudades e todos acompanham.
Imaginem a cena: madrugada de sábado, buteco fechando e um bando de bêbados comovidos na mesa do bar chorando juntos.
R., queridão, volta logo, visse?
///---///---///---///

E olha a cara da feliz!
Toda lanhada de capim-navalha, toda mordida de mosquitos, toda com fome, toda debaixo de um sol inclemente e, ò, o tamanho do sorriso!

8 Comments:

Blogger Rubão said...

Linda!

5/05/2008 12:43 PM  
Anonymous Ana Maria said...

O teu sorriso é-me familiar! Creio que posso dizer que é do teu Pai, não?
Estás num sítio lindo. Mas como não há bela sem senão, tens que aturar os mosquitos, não é?
Prima Ana Maria Marques, Porto, Portugal

5/05/2008 1:55 PM  
Anonymous Nalu said...

Meg, mas esse sorriso tá muito bonito mesmo viu? Contagiante. E eu tb tô pelejando com alergia do Tatá...Beijos

5/05/2008 3:45 PM  
Blogger Lolló said...

Ai, esse ano não fui a nenhum boteco ainda, Meg! E eu sou daquelas que sempre arrasto a turma.

Mas reparei que o cardápio tá mais pesado mesmo este ano. Acho que vou acabar indo mesmo só na Saideira.

A foto tá com um astral ótimo! : )

5/05/2008 4:07 PM  
Blogger Valentina said...

Valon não tinha cortinas, nem tapetes, nem pelúcias.Livros todos empacotados e escondidos. Vivia de corticóide.Hoje tem cortina e tapete, livros e pelúcias e nunca esteve tão bem.
Nessa sua limpeza por acaso não se esqueceu do Miu?

5/05/2008 6:40 PM  
Blogger MegMarques said...

Nalu, aqui é assim: se o tempo muda, começa a fazer um friozinho, a menina dispara a ter bronquites, rinites, alergias. Eu já fico até de prontidão.

K., o Miú teve que ir embora, mandei o bichano para a casa do pai das meninas. Assim elas continuam a ter seu bichinho de estimação e ele fica mais feliz numa casa que tem jardim e quintal.

Lolló, eu fui só em dois butecos até agora. Analisando os cardápios não fiquei morrendo de vontade de ir em muitos não.

5/06/2008 8:11 AM  
Blogger Ivich said...

Também cresci em um quarto liso: sem bichinhos, cortinas, livros. E não adiantou muita coisa. Atualmente, sobrevivo em um quarto crespo, com um mix de tudo e as alergias, sinosites, laringites e faringites...

Ah, já ia escquecendo: Belo sorriso!

5/06/2008 1:19 PM  
Anonymous anna v. said...

Muito linda a foto!

5/07/2008 6:46 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home