Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

segunda-feira, abril 06, 2009

Já terminei

Livros:

Resistência, de Agnès Humbert.
Embora o tema seja dos mais interessantes, o início das organizações do movimento de Resistência na França ocupada por Hitler, o livro-diário deixa a desejar em termos de referência histórica, já que há mais não-ditos do que ditos, e como literatura, que aliás não tem obrigação de ser. Desconfio muito da veracidade do texto como diário; não da veracidade dos fatos, bem entendido, que já foram todos confirmados por historiadores da Segunda Guerra. O que é decepcionante é que a autora, após ter produzido e distribuído alguns números de seu jornal anti-nazista, passou a maior parte da guerra na prisão e, na verdade, não tem muito o que contar sobre o desenvolvimento e os grandes momentos da Resistência.

Medo e Submissão, de Amélie Nothomb. Um mulher ocidental, encantada e iludida sobre as maravilhas de uma tradicional civilização milenar oriental, resolve trabalhar numa grande empresa japonesa e descobre o que é o inferno. Até eu, que nunca me deixei levar por essas fábulas de "tradicionais civilizações milenares orientais", achei meio chocante. Se você acha que seu chefe maltrata os empregados, dê graças aos céus por não estar no Japão. Fora isso, o livro não é grandes coisas.

Filmes:

Revolutionary Road, achei muito bom. Bom mesmo. Da gente ficar um tempão calado depois de terminar, ruminando as idéias.

Outro bom: Entre os Muros da Escola. Se na França a valorização da educação está assim, imaginem no Brasil. Pra quem é professor, é fácil e consolador se identificar. É fácil desanimar também. Mas pra quem gosta muito de ensinar, é também possível ficar encorajado e tentar fazer diferença na vida dos seus alunos.

E teve dois outros filmes, vistos recentemente, que começaram muito bem, se desenvolveram bem mas, na hora de escrever o final, o roteirista teve uma crise aguda de diarréia e cag*u tudo. Um é A Lista, com o ator de Wolverine. O outro é Presságio, com o Nicholas Cage. Não percam seu tempo, não valem o preço nem de uma cópia pirata, muito menos de uma locação.

2 Comments:

OpenID alenacairo said...

ô inveja braba!

Aqui ainda estou sem horas de sobra para fazer qualquer coisa intelectual que seja diferente de ser mãe. (risos)

Beijos

4/13/2009 12:06 PM  
Anonymous Dani BH said...

Eu adorei Revolutinary Road. Estava com um pouco de preguiça do filme, por causa do casal protagonista, mas quando fiquei sabendo que o diretor era o mesmo de Beleza Americana (que acho um excelente filme) me animei. E adorei. Achei muito forte e também fiquei "ruminando" ideias por um bom tempo...
"Entre os Muros da Escola" está na minha listinha.
Beijo.

4/14/2009 5:27 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home