Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

terça-feira, abril 20, 2010

Futebol

Se os jogadores que vão à Copa representam um país, não seria justo que o povo daquele país elegesse por eleição direta a sua delegação futebolística?

Minha proposta: cada jogador se candidata a uma posição no gramado. Teríamos um programa eleitoral gratuito, onde eles apresentariam as suas vantagens e seu currículo. Vamos às urnas e votamos (só os interessados, não pode ser obrigatório) em atacantes, zagueiros e goleiro. Sendo uma escolha democrática, ninguém poderia reclamar demais, nem xingar o técnico de burro.

O Boêmio diz que não ia funcionar, que as grandes torcidas (Flamengo, Corínthias) iam votar só nos jogadores do seu time e não ia dar boa coisa. Eu já não tenho certeza: time é uma coisa, seleção é outra. Qual corintiano ou flamenguista não gostaria de poder torcer pela tríade Neymar, Gans0 e R0binh0? Que são tão bons quanto, mas muito mais simpáticos que Wagner L0ve e Adrian0.

Com certeza, a ideia não é original, alguém já deve tê-la proposto e os cartolas vetaram. Isso tiraria boa parte do seu poder. Mas, e se houvesse grande pressão popular? E se começássemos um grande movimento pelas Diretas Já no futebol? Hein?

5 Comments:

Blogger Rubão said...

Só temos a ganhar com mulheres comentando futebol. Depois da Soninha, vote em Meguinha para comentarista. Meguinha: apesar de torcer pelo Ameriquinha, bate um bolão na sua telinha.

4/20/2010 10:04 AM  
Blogger Ricardo Chácara said...

Hehe...

4/23/2010 1:17 PM  
Anonymous Anônimo said...

Ótima idéia essa de votar nos jogadores. Mas acho que o voto deveria ser facultativo. Esse negócio de voto ser uma obrigação (e não um direito) é muito chato, sabia?

4/23/2010 5:14 PM  
Blogger Lulis said...

hauahauaha...humm, mas pensando melhor, seria uma chatiação ter que ouvir os jogadores apresentando suas vantangens: "o professor me ensinou..."

4/24/2010 9:42 PM  
Blogger MegMarques said...

Lulis, seria divertidíssimo ver os jogadores fazendo campanha!!! Ainda melhor que candidatos a vereador!

4/26/2010 8:47 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home