Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

segunda-feira, maio 31, 2010

Kant comigo!

Casalzinho apaixonado e levemente embriagado envolve-se em calorosa discussão sobre se Spencer deve ou não figurar numa lista d'Os Grandes da Filosofia. A moça, em que pese sua formação biológica, defende ardorosamente que sim, claro, ele é importantíssimo! O bonitão desmerece o pensamento do positivista, com a única alegação de que não é um pensador popular (como se os outros o fossem!).

A discussão prossegue, entre gritos e gargalhadas, citações de Borges e Jack London, muda de rumo várias vezes, até que nenhum dos dois sabe muito bem contra ou a favor do que está argumentando. Em determinado momento porém, o bonitão emprega, corretamente diga-se de passagem, os termos "beligerante" e "transubstanciação da matéria" na sua tentativa de convencimento de que é apenas um rapaz latino-americano sem dinheiro no banco, um tosco sem conhecimentos, um tolo ignorante.

Ganhei a discussão! Que pessoa tosca usa "beligerante" e "transubstanciação" numa conversa de bêbados?

Ponto pra mim e pro Spencer!

(tá, não faz sentido, mas àquela altura da noite nada fazia mesmo...)

1 Comments:

Blogger Rubão said...

Tsc. Tsc. Olhaí. A preocupação em "ganhar a discussão", em vez de conversar ponderadamente, é ou não é beligerância, sobretudo alcóolica?

E no fim, ganhou nada. Spencer famoso, pra mim e pra cambada de toscos, correligionários meus, só o Tracy.

Bjs

5/31/2010 10:38 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home