Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

sexta-feira, novembro 23, 2007

Pequena menina grande

E lá foi ela, minha pequena menina grande, rumo à maior aventura da sua vida até agora: dormir a primeira noite fora de casa, sem pai nem mãe nem vovó nem vovô. Foi passar a primeira noite sozinha, sem a família, acampada com a turma na escola. Esta noite é a Festa do Pijama da sua série, noite pela qual Laurinha ansiava e da qual há dias não parava de falar. E eu, mãe pró-autonomia, estava curtindo junto: fiz questão de comprar uma lanterna nova pra ela e um saco de dormir bem quentinho.
E a minha menina entrou na escola pulando e gritando "aha, uhu, a noite é nossa!" Eu e Bibi vibramos com ela e cantamos também, mas fomos embora com a sensação de um trio desfalcado. Bibi reclamou de saudades da irmã na hora de ir pra cama e combinamos de dormir juntinhas esta noite.
Eu tô assim: feliz por ela já ser tão grande e estar se divertindo muito com a caça ao tesouro e a guerra de travesseiros e com uma vontadezinha de chorar por ela já não ser tão pequena e não mais tão minha.

7 Comments:

Blogger Nalu said...

Que delícia ver esse crescimento né Meg? É bom e dolorido ao mesmo tempo. Dá um orgulho tb...

E no outro post ali eu achei que cartola tem tão a ver com vc...Visualmente falando, achei que combina sim. Beijos.

11/24/2007 12:34 AM  
Anonymous Alena said...

Me arrepiei.

11/24/2007 1:38 AM  
Anonymous Flávia said...

Ai Meg, entendo bem suas sensações, apesar de que a Gi ainda tem 4 anos mas já está se tornando uma "mocinha". Difícil, né?
Beijocas!

11/24/2007 5:18 PM  
Blogger Carol said...

Ai Meg, só posso te dizer que vai ser cada vez pior...A Bia com nem um ano se mandou com o pai dela pro Paraná..e de avião!! Quase tive um colapso nervoso, mas passou. Hoje em dia, ela sai muito mais que eu!! Quanto a cartola, é muito bom nos sentirmos poderosa, sempre!!! E quanto ao cd com som de pum, dei muita risada. Excelente!! Beijão.

11/24/2007 8:50 PM  
Anonymous Anônimo said...

Fiquei muito feliz por saber Laurinha batendo as asinhas saindo do ninho. Sempre gostei de ver Vcs crescerem em beleza e sabedoria, como o Menino Jesus. Nunca tive pena!
Pensava que o pior para mim seria ter um filho que por qualquer doença ou retardo não o pudesse fazer.
E havia sempre a possibilidade de ter outro filho. Quando já não podia ter filhos apareceram os netos, que ainda é melhor que ter filhos!
Beijos da
Mãe

11/26/2007 9:39 AM  
Anonymous Kathia said...

Imagino que a noite do pijama tenha sido uma "aventura" inesquec�vel para a Laura.A Valon j� passa finais de semana na casa da amiga e adora.Nas primeiras vezes eu tamb�m senti como se me faltasse um peda�o.Um beijo, adorei o entrosamento da Bibi e do jujuba e da Laurinha e da Valon.

11/27/2007 9:45 AM  
Blogger Carol said...

Ai, eu me senti meio assim quando peguei a lista de materiais da Ceci, essa semana na escola. Ela vai para o primeiro ano do fundamental ano que vem. Vai usar caderno, lápis preto, régua e outras coisas de menina grande... Me deu uma coisa...Ainda bem que tenho a Clari bebezinha por um bom tempo. Beijo!!!

11/27/2007 5:36 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home