Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

terça-feira, novembro 06, 2007

Saudade de grávida

Quando eu leio a Anna V. ou a Cam Seslaf me dá uma saudade tão intensa de estar grávida...
Saudade de portar aquela barriga imensa, redonda, lisa, decorada com arabescos azuis de veias largas e intercomunicantes como rios amazônicos.
Saudade daquele umbigo saltado, apontando a frente, o futuro, o porvir; farol que guiava o globo em que meu corpo se tornava.
Saudade de ter seios fartos e voluptuosos, merecedores de terem uma Sophia L*ren atrás deles.
E de ter todos os olhares voltados para mim ao entrar em qualquer lugar e ser alvo de todos os sorrisos, gentilezas e agrados.
E de ter que responder mil vezes às mesmas perguntas "pra quando é?", "menino ou menina?", "já em nome?"
Saudade até daquela sensação esquisita dos ossos do quadril se afastando gradualmente e de alguém me cutucando as costelas pelo lado de dentro.

Mas aí eu lembro dos enjôos, das dores nas costas, das cãimbras, dos pés inchados e... acho que mesmo assim vale a pena!

Em off: a única vez em que um homem, com o qual eu não estava envolvida, me confessou ser eu a protagonista dos seus sonhos eróticos foi quando estava grávida da Laurinha.

13 Comments:

Anonymous Anônimo said...

A sensação de felicidade que a gravidez dá é insubstituível. Não tem Prozac que se compare! É fruto da seleção natural: quem não se sentia feliz grávida não deixou mais de um descendente.
Alexis Carrel, filósofo, declarou que a mulher atinge o máximo da beleza e do equilíbrio psicológico depois do 3º filho. Só então realmente se reproduz e multiplica: os dois primeiros filhos são apenas reposição dela e do marido.
Isso é um fato tão conhecido desde a mais remota antiguidade que até se atribui a Deus a ordem de se multiplicar e reproduzir.

11/06/2007 4:16 PM  
Anonymous Anônimo said...

O eufemismo para gravidez "um estado interessante" não era mera pudícia, tinha uma conotação erótica...

11/06/2007 4:19 PM  
Anonymous Simone said...

Eu também sinto saudades da gravidez, foi um momento muito feliz e em que me sentia mesmo muito bem com a minha aparência. E, é verdade que mulheres grávidas povoam o imaginário dos homens. Nunca havia recebido tantos olhares gulosos como naquela época... rs...

11/06/2007 5:48 PM  
Anonymous anna v. said...

Oh, que fofa, Meg. Eu estou gostando também, e procurando curtir bastante. Como já escrevi, não dá pra saber se vou ficar grávida outra vez, então o barato é aproveitar. E sim, é fato que o mundo te sorri, te segura as portas do elevador, te estende a mão, te manda tomar cuidado e não correr, te cede o lugar... Enfim, são muitas coisas pra aproveitar!
Beijos

11/06/2007 10:32 PM  
Blogger Nalu said...

Eu adorei mui to ficar grávida, já estou doida pra ficar de novo. é uma delicia mesmo. Beijos.

11/07/2007 11:08 AM  
Blogger Marcelo Para' said...

Pois então, esse fim de semana não dá. É fim de semana de usar terno e gravata, vou num casamento em Ouro Branco.

11/07/2007 12:26 PM  
Anonymous Fefê said...

Minha gravidez também foi maravilhosa, nada a reclamar...Sobre o sarau, foi na casa de minha cunhada, profa. de letras, então, foi muito bacana. Vc iria adorar, com certeza. Te incluo da próxima. Podemos combinar um também, hã ? Vc e a Nalu têm livros bons aos baldes.
Beijos

11/07/2007 4:24 PM  
Blogger Carol said...

Olha Meg, estar grávida é maravilhoso!! Eu adorei minhas duas experiências. Principalmente porque não tive enjoos. é uma sensação maravilhosa. Pode ter certeza que se ganhasse na mega senna ficaria novamente. Beijão!!!

11/07/2007 5:29 PM  
Anonymous Dani BH said...

Eu já estava pensando em ter o terceiro - terceira gravidez - e aí me deparo, no comentário do Anônimo, com essa tese do Alexis Carrell... Hum, era o pretexto que me faltava :)
Beijo.

11/07/2007 10:15 PM  
Blogger MegMarques said...

Fefê, ótima idéia! Vamos combinar um sarau literário sim! Pode ser lá em casa!

Dani, dou o maior apoio. Se minha vida tivesse tido outros rumos eu tbém teria encarado mais filhos!

Muito legal saber que essa mulherada toda adorou a gravidez!

11/08/2007 8:08 AM  
Blogger MegMarques said...

Este comentário foi removido pelo autor.

11/08/2007 8:08 AM  
Blogger Cam Seslaf said...

Saudade, saudade mesmo, acho que eu só terei dessa movimentação toda aqui. Neném mexendo é uma delícia. :D

11/08/2007 9:05 PM  
Anonymous Lili said...

Gerar um ser, sentir aquela coisinha mexendo dentro de n�s nos faz sentir diferentes e poderosas.
H� alguns anos eu pensava que jamais engravidaria novamente, assim, estou curtindo muito este momento, fico olhando para o barrig�o � penso �� a ultima vez, nesta encarna�o, que terei esta sensa�o�

11/14/2007 11:40 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home