Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

quarta-feira, janeiro 23, 2008

Em mim

Estou sentindo uma nova vida se agitar dentro de mim. Um pequeno novo ser faz parte de meu corpo, se alimenta da minha carne e do meu calor. É impossível não sentir grande curiosidade por ele: quem será? como será? quando virá à luz do dia? O seu crescimento vai se tornando evidente, da mesma maneira que crescem também emoções, às vezes contraditórias, a seu respeito e...

Peraí moçada! Não é nada disso que vocês estão pensando. Não estou grávida.
É só um berne.
///---///---///---///

Na verdade, eram 3 bernes e tive que ir a 3 médicos para conseguirem me tirar os bichinhos. A primeira dotôra nem sabia o que era um berne, mandou passar pomadinha, achando que era só uma picada de mosquito inflamada. O segundo me espremeu, apertou, beliscou, machucou e no fim da sessão de tortura só conseguiu tirar um deles. A terceira, cirurgiã, cavou, escavou, cavucou e abriu verdadeiras crateras e túneis na minha pele. Tirou os bichos mas me deixou em pior estado do que com eles. Doeu horrores.

Fiquei passada ao ver que, com todos os avanços da medicina apregoados pelo Fantástic* e Gl*bo Repórter, ainda não se descobriu um jeito eficiente e indolor de extrair um simples berne!
Na próxima vou num veterinário.

8 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Meg, eu conheço um método que, se não indolor de todo, pelo menos não deixariam crateras em sua carne.Você pega um pedaço de toucinho e coloca em cima do local afetado.Grude bem com um esparadrapo.O berne passará rapidamente para o toucinho.Não conhecia?
K

1/23/2008 8:36 PM  
Anonymous Carol said...

Caramba, berne? Eu já peguei muito carrapto e dói horrores para tirar, mas berne? E que incompetência dos caras, hein?

1/23/2008 10:09 PM  
Blogger Cristina L. said...

Pensei no veterinário também. Quando meu cachorro pegou um berne, foi rapidinho. (sempre passo aqui, adoouro, mas só agora comentando...)

1/24/2008 11:08 AM  
Blogger Cynthia said...

Eu já ouvi essa do bacon também. Quem já fez jura que funciona.

:o)

1/24/2008 7:28 PM  
Blogger MegMarques said...

Eu já tinha ouvido falar desse lance do toucinho, mas duvidava. O pior é que não uso bacon em casa, ia ter que comprar especialmente pro berne!!!

Cristina, seja sempre bem-vinda!

1/24/2008 10:43 PM  
Anonymous Anônimo said...

Dona Mag...Andei lendo bastante coisa sobre BERNES, quem são, da onde eles vem e para onde vão. O Berne é um feto de mosquito que necessita de uma hospedeiro que lhes garanta abrigo e comida (em abundância) já que o dito cujo lhe ficará compania por quase 50 dias se você deixar, já que passado o período de "engorda" o maledicto simplesmente te descarta e nem telefone de contato deixa. Para extrair esse "bichinho" do meu cachorro, eu fiz um procedimento parecido com um dos seus "médicos" que foi expremer muito, e consegui tirar 2 dos 5 "hóspedes" indesejáveis, mas sobraram 3 que estavam mais encrustrados na carne do cão. Hoje comprei uma pincha e ouvi muita história sobre Berne e alguns procedimentos bem populares de extrair os meninos:
- Colocar fumo enchardo com álcool e abafar em cima do "buraquinho" ou respiradouro que o bichinho faz (dá para acreditar que uma nojeira daquela que vai virar mosca precisa respirar);
- Colocar toucinho em cima do orifício e esperar o coiso apontar a caudinha;
- Vedar o "buraquinho" com espadrapo durante 24h.
Todos esses métodos tem por finalidade apenas fazer com que o BERNE aponte a cauda para fora do orifício para respirar, e é nesse momento que com o auxílio de uma pinça devemos puxar o bicho para fora, mas com parcimônia para não "cortar" e tirar só uma parte do bicho, pois se você fizer isso o jeito é fazer novas visitas aos seus médicos.
Vou testar esses métodos hoje...Vamos Ver se dá certo!!!

Se der certo contigo me avisa como foi em fagner.costa@diariosp.com.br

9/16/2008 9:11 PM  
Anonymous Anônimo said...

Olá D.Mag sou eu novamente...
Então, percebi que o método do toucinho não funcionou com o meu cão, já que nem bem cheguei perto dele com a carne e o danado abocanhou tudo e nem se deu ao luxo de mastigar...(rs)...Então decidi usar o fumo, que foi a maior bobagem, pois o bixo nem se manifestou (acho que ele não fuma)...Então sobrou apenas o método do EXPREME COM BASTANTE FORÇA e foi assim que eu fiz, expremi, expremi, expremi e eis que vejo aquela coisinha branca saindo para fora, então foi a vez de usar a PINÇA, só que, como sou um cara bastante distraído, eu comprei uma pinça de tirar sobrancelha e não uma pinça cirurgica, daquelas bem bonitas, mas a minha pinça era bem moderna pois vinha com uma luzinha (parecia uma lanterna) que ajudou bastante na hora de enchergar o bixo, bom, mas como já disse, minha pinça não era adequada para o ofício e foi então que aconteceu o que não devia, no momento em que comecei a puxar o coiso para fora, a pinça cortou ele ao meio...Mas não entrei em desespero ao ver aquele verme mutilado e com calma continuei o processo do EXPREME COM FORÇA e consegui tirar a outra metade do corpo do bixo e lá se foi o primeiro dos três bernes que haviam sobrado...No segundo, o método foi o mesmo "EXPREME COM FORÇA" e usa a pinça e o que é que acontece? Eu corto novamente o Berne ao meio, daí vamos EXPREMER novamente até tirar o resto do bixo, bom após ter exito no segundo, vamos tirar o terceiro menor e último Berne do meu cão...Vamos lá ao grande método "EXPREME COM FORÇA E USA A PINÇA"...Adivinha o que aconteceu!!! Isso mesmo, cortei o maledicto novamente e mais uma vez tive que EXPREMER até tirar o resto do bixo de lá...A essa altura dá até para imaginar o desespero do meu cão, coitado, acho que por ser da raça Fila um cão de temperamento calmo e silêncioso, o Pugol (é o nome dele) não latiu, resmungou ou uivou, mas dava para ouvir de longe as batidas aceleradas do seu coração...Deu dó viu, mas foi um mal necessário e após toda essa seção de tortura eu prêmiei meu amigão com uma bela tigela de leite morno para acalmar seu coraçãozinho...

é isso menina EXPREME COM FORÇA que o bixo sai e se for usar PINÇA já sabe, nada de cortar o bixo ao meio...

Bjão até mais

Fagner Schultz

9/19/2008 2:47 PM  
Anonymous Anônimo said...

Bom uma vez eu tirei vários de um cão , amarrei ele todo e quase matei o coitado de tanto espremer , mas consegui tirar todos eles , quando soltei o cachorro o bicho saiu em disparada carreira e nunca mais quiz graça comigo , toda vez que ia a chácara o pobre ficava escondido .

7/27/2011 7:50 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home