Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

terça-feira, dezembro 23, 2008

Coitadas das mulheres

Se seguem a moda, são fúteis
Se não seguem, são barangas

Se priorizam os filhos, são profissionais frustradas
Se cuidam da carreira, são mães desnaturadas

Se dão, são put@s
Se não dão, são frescas

Se malham na academia, são cabeças-ocas
Se não malham, bundas moles

Se falam palavrões, são masculinizadas
Se não falam, complexadas

Se choram, são histéricas de TPM
Se não choram, insensíveis brutalizadas

Se tratam da aparência, burras e frívolas
Se não tratam, desleixadas

Se comem bem, compulsivas tendendo à obesidade e precisando de terapia
Se comem pouco, obsessivas tendendo à anorexia e precisando de terapia

Se dirige rápido, psicótica auto-destrutiva
Se dirige devagar e com cuidado, roda-dura

Se trabalha muito e ganha bem, muito competitiva, muito agressiva, muito ambiciosa
Se tem um empreguinho meia-boca, pouco talentosa, pouco capaz, pouco ousada

Se o marido cuida muito, submissa
Se não cuida, mal-amada

5 Comments:

Blogger Henrique said...

Foi para o copy-paste. Obrigado!

12/23/2008 1:42 PM  
Blogger MegMarques said...

Que bom que gostou, Henrique! Faça bom proveito no C&P.

abraço

12/23/2008 2:37 PM  
Anonymous Leo said...

Hehehehe. Desafio o boêmio a fazer um "coitado dos homens". Se é que você já não o tem na agulha.
Abraço

12/23/2008 2:40 PM  
Blogger Rubão said...

Bom, Leo. Aí vai. E pelo que notei, Doc e eu começamos do mesmo jeito.

Coitados dos homens

Se seguem a moda, são metrossexuais
Se não seguem, embaraçam suas mulheres (sem trocadilho)

Se priorizam a vida caseira, são uns capachos de maridos
Se priorizam a noite, são o genro que nenhum sogro desejaria

Se são comedores, são promíscuas galinhas
Se não comem ninguém, frágeis frangotes

Se malham na academia, são troglôs narcisistas
Se não malham, molengas sem isso de sex-appeal

Se falam palavrões, são toscos
Se não falam, carolas de ajudar padre na missa

Se choram, são afrescalhados
Se não choram, porcos chauvinistas

Se são presentes com suas mulheres, são sufocantes
Se dão liberdade, relapsos que só querem saber dos amigos

Se comem bem, é porque não se importam com a própria aparência depois que conquistaram as namoradas
Se comem pouco, é porque querem torturar as namoradas sendo mais magros do que elas

Se dirigem rápido, patetas homicidas
Se dirigem devagar e com cuidado, tartarugas míopes

Se trabalham muito e ganham bem, são fúteis e metidos a besta
Se têm um empreguinho meia-boca, são fraudes e fracassos

Se dizem sim em “Amor, eu estou gorda”, são canalhas pela covardia
Se dizem não, são covardes pela canalhice.

12/23/2008 3:37 PM  
Anonymous Dani BH said...

Oi, Meg, adorei o post. Aproveito a passada por aqui para desejar a você, ao Rubão e as suas lindas meninas um 2009 com tudo o que há de melhor nessa vida. Beijo.

12/23/2008 9:06 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home