Mesa de Bar

Lugar pra se falar sobre tudo e sobre o nada.

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil

Sóbria, a maior parte do tempo. Na mesa de um bar me torno mais corajosa, mais sensível, mais emotiva, mais generosa. No bar e com umas cervejas a mais, as dúvidas se dissipam, as certezas afloram, as tristezas caem fora e a alegria reina. Sim, na mesa de um bar eu sou uma pessoa melhor do que fora dela.

terça-feira, abril 27, 2010

A novelona

O dia do julgamento ainda não chegou, só amanhã.

Então, Smierdiakóv confessou o crime a Ivã. Diz que foi induzido por ele, porque achou que ele estivesse dando seu consentimento ao assassinato.
(Detalhe eletrizante: Smierda pode muito bem ser filho bastardo do Fiódor, o falecido).

Mas Ivã não tem como provar nada disso diante de um tribunal e o Smierdiakóz está com um pé na cova e não vai falar nada ao juiz.


Ivã está quase enlouquecido com a situação, Katharina Ivanôva (ex-noiva do Mítia) também e a pseudonamorada do Aliócha já era doidinha desde sempre.
(que coisa, as pessoas passam a vida enlouquecendo nesses romances russos)

E agora, quem poderá nos ajudar?

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home